Dizer que temos sorte ou azar é algo relativo. Esta compilação de vídeos de pessoas que tiveram muita sorte (por questões de segundos ou milímetros), nos faz pensar como a vida é tênue. Um pouco mais ou um pouco menos, ter saído cinco minutos depois ou ter seguido em outra direção traz a velha questão filosófica da liberdade e do livre arbítrio contra o destino.

Por isso, quando dizemos sorte, estamos – em certo sentido – dizendo que alguém escapou do seu azar, do seu mau augúrio, ou seja, escapou de um destino desfavorável.

Toda esta questão, filosófica, suscita o modo como olhamos para a vida. Na filosofia hermenêutica, falamos em horizonte de perspectiva. Afinal, o mundo é caótico e uma série infindável de eventos aleatórios ou é um todo ordenado, com leis e regras (físicas e metafísicas) que possui em si um sentido intrínseco? Ou uma combinação de ambos?

Veja o vídeo e pense a respeito…

Categoria:

Engraçado