No documentário “A ira de um anjo”, conhecemos a história de Beth Thomas, uma criança que sofreu abusos do próprio pai e quais as consequências comportamentais que isso desencadeou durante sua vida. Além deste documentário, a história de Beth Thomas também rendeu um filme para a TV.

Categoria:

Educação

7 Comentários

  • Rejane Cadena 1 ano ago

    Estou perplexa com o vídeo A ira de um anjo, que história comovente…..

    • Videos.Blog 1 ano ago

      Olá Rejane!

      Fico muito feliz que tenha gostado!
      Volte sempre no nosso site!

      Atenciosamente,
      Felipe de Souza

  • Regina Cosso 1 ano ago

    É profundamente triste documentário, e saber que o numero de casos não param de crescer, me faz pensar e perguntar… o que fazer para acolhe-los, são tantos?! …

    • Videos.Blog 1 ano ago

      Sim Regina! É um problema sério!

      Muitos casos são exatamente como a garotinha do vídeo, mas também existem casos em que tudo não passa de uma fantasia infantil, como Freud alertou ao mudar do conceito de trauma para o de fantasia inconsciente.

      Veja o texto – Trauma de Infância

      O psicólogo ou o profissional que vai trabalhar com a criança com dificuldades emocionais tem que saber avaliar bem, com o risco de culpabilizar um adulto inocente.

      Com relação ao tratamento, teríamos que mudar o foco de uma clínica particular e individual para sistemas mais amplos, como vem sendo feito nos Caps e Naps.

      Atenciosamente,
      Felipe de Souza

  • Fay 1 ano ago

    Fiquei chocada no começo pela maneira como ela falava, tão naturalmente e pelo que ela passou…Mas no final fiquei emocionada, o progresso que ela teve foi maravilhoso. É tão triste que existam tantas crianças que passam e passaram por isso.

    • Videos.Blog 1 ano ago

      Olá Fay,

      Realmente, é chocante ver realidades como essas. E como o sofrimento humano está presente.
      O pior é imaginar que agora mesmo estão ocorrendo fatos lamentáveis como o que ela vivenciou…

      Mas sim, existe tratamento e esta é uma mensagem também positiva sobre como podemos mudar o sofrimento.

      Atenciosamente,
      Felipe de Souza

      • Luana 5 meses ago

        No inicio deste documentário fiquei chocada pela maneira que ela contava, não parecia sentir o menor remorso. Mas é triste saber o que aconteceu com essa criança e tão nova. Infelizmente esses tipos de acontecimento são frequentes no mundo todo.

        Ainda bem, que temos pessoas capacitadas para esse tipo de tratamento, infelizmente ela não vai esquecer esse fato, mas não vai doer quando ela comentar ..

        Espero em breve fazer parte dessa equipe FANTÁSTICA..